Cursos

Graduação

Todos os cursos de graduação da FPS utilizam o método ABP - Aprendizagem Baseada em Problemas. Essa metodologia é adotada nas melhores universidades do mundo. 

Enfermagem

Valorizar o ser humano e exercer a cidadania são os pilares do curso de Enfermagem da FPS. Com atividades de prática comunitária e objetivos de aprendizagem pré-definidos para cada período, os alunos aperfeiçoam seu currículo aprendendo e respeitando os princípios éticos e legais da profissão. A prática hospitalar é realizada em todos os laboratórios do Campus assim como no nosso Hospital Ensino. 

Áreas de atuação
O Enfermeiro pode atuar nas dimensões de assistência, gestão, ensino e pesquisa como consultor, administrador, docente, pesquisador, perito e profissional liberal.
Os campos de atuação podem ser: instituições hospitalares e ambulatoriais, unidades básicas de saúde, serviços de atendimento domiciliar, creches, escolas, instituições de longa permanência para idosos, centros de reabilitação, indústrias, empresas, forças armadas, entre outros.

 

Renovação de Reconhecimento Portaria nº 821, de 30/12/2014 - DOU 02/01/2015

Farmácia

O curso de Farmácia da FPS é o primeiro do Brasil a utilizar a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) como metodologia de ensino. Sua estrutura pedagógica teórico-prática está fundamentada na inclusão do aluno nas diferentes áreas do cotidiano do profissional.

 

Renovação de Reconhecimento Portaria MEC nº 135, de 01/03/2018 - DOU 02/03/2018

Fisioterapia

Valorizar o ser humano e adquirir habilidades técnicas com compromisso ético-social são os pilares do curso de Fisioterapia da FPS. Com atividades de prática comunitária e objetivos de aprendizagem pré-definidos para cada período, os alunos aperfeiçoam seu currículo aprendendo e respeitando os princípios éticos e legais da profissão. Além disso, nossos hospitais tem acesso as mais modernas técnicas de desenvolvimento de suas habilidades através da prática em nosso Hospital de Ensino, o IMIP.

 

Renovação de Reconhecimento Portaria MEC nº 135, de 01/03/2018 - DOU 02/03/2018

 

 

Medicina

O Curso de Medicina da FPS autorizado a funcionar através da Portaria do MEC nº 2.990 (DOU 01/09/2005) e reconhecido pela Portaria do MEC nº 24 (DOU 16/03/2012); tem duração de 6 anos em regime de horário integral; oferece 192 vagas por ano; e possui como processo seletivo vestibular, transferência, FIES, PROUNI e FormaSUS.

Clique aqui para conhecer a estrutura do curso. 

 

Reconhecido pela Portaria Nº 24, de 12/03/2012 – DOU 16/03/2012

Nutrição

O nutricionista é um profissional da área da saúde capacitado a atuar visando à segurança alimentar e à atenção dietética, este, possui importante papel na promoção, manutenção e recuperação da saúde, atuando também na prevenção de doenças de indivíduos e grupos populacionais. 
Mercado de Trabalho:
O nutricionista possui uma área de atuação profissional bem abrangente, podendo exercer sua profissão em consultórios, hospitais, escolas, creches, consultorias, home care, SPAs, academias e clubes desportivos, unidades de saúde, ensino, pesquisa, marketing, desenvolvimento de produtos e em unidades produtoras de refeições de hotéis e restaurantes.

 

Autorizado pela Portaria MEC Nº 112 - DOU 07/03/2013

Psicologia

A proposta pedagógica do curso de Psicologia da FPS aposta na quebra das fronteiras rígidas entre as disciplinas, propiciando assim uma ação voltada para a participação ativa e criativa do estudante na construção de seu conhecimento. A necessidade de intervenção deve estar articulada ao contexto social, à capacidade de utilização dos recursos teóricos disponíveis e ao compromisso com a ética e a responsabilidade no âmbito da saúde.

 

Reconhecido pela Portaria n° 127, de 28/04/16 - DOU 02/05/2016

 

Mestrado

Conheça os cursos de Mestrado Profissional da FPS.

O Programa de Pós-graduação da FPS contempla o Mestrado Profissional em Educação para o  Ensino na Área de Saúde, que visa produzir conhecimento acadêmico e profissional a partir da investigação de situações relacionadas à educação e à prática do ensino na saúde, em sua interface nos diversos ambientes de serviço desta área. 

Mestrado Profissional em Psicologia da Saúde contempla uma área da Psicologia em ascensão no Brasil. Possibilitando novas propostas de atuação do psicólogo na contemporaneidade, favorece a interface com o Sistema Único de Saúde e promove a interlocução entre conhecimentos advindos das teorias com novas demandas sociais nos vários campos de atuação profissional. 

Mestrado Profissional em Educação para o Ensino na Área de Saúde

O Programa de Pós-graduação da FPS contempla Mestrado Profissional em Educação para o  Ensino na Área de Saúde visa produzir conhecimento acadêmico e profissional a partir da investigação de situações relacionadas à educação e à prática do ensino na saúde, em sua interface nos diversos ambientes de serviço desta área. Trata-se de um programa Stricto Sensu de cunho multiprofissional que discute de forma ativa e inovadora as dimensões do processo cognitivos de aprendizagem, pesquisa e elaboração de projetos educacionais na saúde, com ênfase nos processos avaliativos, análise e (re)desenho curricular, desenvolvimento de expertise educacional e habilidades profissionais e práticas docentes em múltiplos ambientes de aprendizagem. O principal objetivo é prover formação pós-graduada avançada para docentes e preceptores das diversas áreas da saúde, tornando-os altamente qualificados para a pesquisa e o desenvolvimento educacional na saúde, formando um perfil de docente mais crítico, reflexivo e inovador na sua atuação profissional. O programa iniciou em 2011 e utiliza como base metodologias ativas com a participação de docentes e discentes na construção colaborativa do conhecimento.
 
Área de Concentração: Educação na Área de Saúde

Coordenador do curso:
PROF. JOSÉ ROBERTO DA SILVA JUNIOR
roberto.junior@fps.edu.br 

Coordenadora Adjunta:
PROF. JULIANY VIEIRA
 

Mestrado Profissional em Psicologia da Saúde

O Mestrado Profissional em Psicologia da Saúde contempla uma área da Psicologia em ascensão no Brasil. Possibilitando novas propostas de atuação do psicólogo na contemporaneidade, favorece a interface com o Sistema Único de Saúde e promove a interlocução entre conhecimentos advindos das teorias com novas demandas sociais nos vários campos de atuação profissional. 
A proposta favorece o processo de desenvolvimento de competências profissionais, a implementação de programas de avaliação e intervenção que possam ampliar as práticas do psicólogo em diferentes contextos, públicos ou privados, em que o comportamento humano pode contribuir para o adoecimento, o agravo ou a prevenção de doenças ao longo do tempo. Ao final espera-se que o mestrando, através da interface entre conhecimentos acadêmicos e a psicologia aplicada, desenvolva novas metodologias, tecnologias, produtos educacionais, intervenções transformadoras e resolutivas. 

Área de concentração: Psicologia da saúde

Coordenador do curso:
PROF. LEOPOLDO BARBOSA, Dr.
leopoldo@fps.edu.br

Vice-coordenadora do curso:
PROFª MÔNICA MELO, Dra.

 

Aprovado na 163ª reunião do CTC/CAPES de abril de 2016

Pós-graduação Lato Sensu (Especialização)

Nos últimos anos, as profissões na área de saúde estão enfrentando diversas transformações devido ao avanço científico-tecnológico e às mudanças no perfil e comportamento da sociedade.
As escolas de saúde têm respondido a tais mudanças e novos paradigmas com o desenvolvimento de modelos curriculares e estratégias educacionais que buscam cada vez mais conectar o cenário educacional ao da prática profissional, a fim de formar profissionais com habilidades indispensáveis para atuar nas novas situações apresentadas pelos sistemas de saúde do país.
Esta realidade se torna ainda mais relevante no contexto da formação profissional continuada, no que concerne a especialização e o aprimoramento de competências na área de saúde.

 

CONTATO COORDENAÇÃO

Prof. Rafael B. Oliveira
rafael.oliveira@fps.edu.br
Currículo Lattes
(81) 3035-7777

CONTATO SECRETARIA

Secretaria Acadêmica da FPS
Atendimento das 9h às 16h
Bloco 4
Roberta Borba
robertaborba@fps.edu.br
(81) 3035-7777

POLÍTICA E REGIMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

Confira aqui  a Política e Regimento Geral da PGLS da FPS

RESOLUÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO/CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (CNE/CES)

Confira aqui a Resolução nº 1, de 6 de abril de 2018, do CNE/CES/MEC

Acesso ao fórum

Clique aqui e acesse o fórum

Análise do Comportamento Aplicada ao Transtorno do Espectro Autista

Tem sido cada vez maior o número de pessoas diagnosticadas dentro do transtorno do espectro do autismo. Várias barreiras relacionadas ao diagnóstico precoce foram quebradas e há um movimento crescente de conscientização de famílias, profissionais das áreas de saúde e educação e da sociedade como um todo. Pessoas com autismo necessitam de assistência contínua e intensiva, em geral, por longos períodos de suas vidas. Suas famílias, ao mesmo tempo, precisam de suporte e orientação, e a busca por tratamentos adequados e eficientes aumenta diariamente. 
Intervenções fundamentadas nos princípios da análise do comportamento, comumente chamadas de ABA (do inglês, Applied Behavior Analysis), envolvem o ensino intensivo e individualizado de comportamentos que permitam que a pessoa com autismo possa ter uma vida autônoma e integrada à comunidade, e são reconhecidas como as mais eficientes no tratamentos desses indivíduos.  
Considerando o impacto social, econômico e emocional que o diagnóstico tem sobre essas famílias e a ampliação desse campo de atuação que requer formação continuada e especializada, o curso de Pós-graduação em Análise do Comportamento aplicada ao Transtorno do Espectro Autista investe na capacitação de profissionais para promover intervenções adequadas, éticas e baseadas em evidências, que possam efetivamente produzir mudanças e trazer maior qualidade de vida aos seus atendidos e suas famílias.   
 

Atende as resoluções no 1, de 8 de junho de 2007 e no 2, de 12 de fevereiro de 2014 do CNE/CES/MEC, e a Instrução Normativa no 1, de 13 de fevereiro de 2015 da SERES/MEC. Portaria no 03 de 13 de Março de 2017

Enfermagem em Obstetrícia

A inserção do enfermeiro obstetra nas linhas de cuidado do SUS caracteriza uma realidade concreta, que se fundamenta em um movimento progressivo de consenso da categoria focado na promoção da saúde da mulher e na assistência, cuidado durante a gravidez, o parto e o pós-parto. A formação deste profissional dá maior ênfase aos aspectos fisiológicos, emocionais e socioculturais do processo reprodutivo, privilegiando uma atuação fundamentada na compreensão do fenômeno da reprodução como singular, contínuo e saudável, no qual a mulher é o foco central.
Neste contexto, o curso de Pós-graduação em Enfermagem em Obstetrícia* se destaca por investir na capacitação dos enfermeiros para que estes profissionais possam oferecer uma assistência menos intervencionista e iatrogênica, atendendo a mudança do modelo assistencial atual visando à humanização do parto e nascimento com ênfase nas melhores evidências cientificas. 

*Atende as Recomendações sobre a Formação em Enfermagem Obstétrica do COFEN, de acordo com a Resolução nº 0516/2016, assim como, reconhece os critérios de qualificação para a prática de obstetrícia propostos pela Associação Brasileira de Enfer­magem Obstétrica - ABENFO e pelo Ministério da Saúde - MS.

Atende as resoluções no 1, de 8 de junho de 2007 e no 2, de 12 de fevereiro de 2014 do CNE/CES/MEC, e a Instrução Normativa no 1, de 13 de fevereiro de 2015 da SERES/MEC. Portaria no 04, de 19 de Dezembro de 2013 da FPS
 

Neuropsicologia

A neuropsicologia insere-se num campo de investigação amplo, denominado de neurociências cognitivas, que tem como objetivo maior a busca pela compreensão dos mecanismos neurais envolvidos nas funções humanas superiores, tais como a memória, o pensamento, a linguagem e a aprendizagem. A partir de uma perspectiva interdisciplinar, a neuropsicologia busca compreender o papel de estruturas cerebrais em formas complexas da atividade mental, bem como o estudo dos distúrbios cognitivos e emocionais advindos de lesões e/ou disfunções cerebrais congênitas ou adquiridas. Essa perspectiva ganha relevo ainda mais quando pode ser relacionada a estratégias de reabilitação que contribuem significativamente para melhorar a qualidade de vida das pessoas na medida em que potencializam as intervenções dos profissionais.

 

Atende as resoluções no 1, de 8 de junho de 2007 e no 2, de 12 de fevereiro de 2014 do CNE/CES/MEC, e a Instrução Normativa no 1, de 13 de fevereiro de 2015 da SERES/MEC. Portaria no 06, de 25 de maio de 2012 da FPS

Perfusão Cardiopulmonar e Assistência Circulatória Mecânica

A prevalência do número de casos de doenças cardíacas tem aumentado e a perspectiva é que o número de pacientes que irão precisar de intervenção cirúrgica aumente, principalmente, em virtude da demanda ainda não atendida e envelhecimento da população. 
No bojo do avanço tecnológico da cirurgia cardíaca, materiais e equipamentos de circulação extracorpórea e o advento dos dispositivos de assistência circulatória mecânica apresentam-se como um grande desafio para a cirurgia cardíaca brasileira.
Fatores econômicos e treinamento técnico qualificado para atender a demanda de pacientes em progressão são requisitos de grande relevância a serem trabalhados pelos serviços de cirurgia cardíaca brasileira, principalmente com o emprego de novas técnicas e terapias avançadas em suporte à vida.
A formação de profissionais perfusionistas favorecerá a inserção de novas terapias e técnicas necessárias à prática clínica diária pautando-as na segurança e qualidade do serviço prestado pela equipe de cirurgia cardíaca. Por outro lado, promoverá a implementação de um conjunto de rotinas e protocolos que contribuirão para  procedimentos baseados em evidências cientificas promovendo maior segurança e melhores resultados aos pacientes.
Por fim, e talvez de maior relevância dentro do contexto social e científico, a evolução de um trabalho verdadeiramente coletivo que poderá gerenciar o futuro destes profissionais garantindo as habilidades multifacetadas que a atuação exige. 

 

Atende integralmente as normas da Resolução no 1, de 8 de junho de 2007 do CNE/CES/MEC, bem como autorizado pela Faculdade Pernambucana de Saúde de acordo com Portaria no 04, de 12/12/2013

Psicologia Clínica Hospitalar

O investimento na saúde em Pernambuco aponta para o grande desenvolvimento do estado nesta área, surgimento de novos hospitais e unidades de saúde, e interesse de muitos psicólogos para atuação no contexto clinico hospitalar. Entretanto, a atuação nesta área exige o domínio de competências profissionais especificas (conhecimentos, habilidades e atitudes) para o exercício profissional ético e humanizado junto à equipe de saúde, pacientes e familiares. Apenas a graduação em psicologia não possibilita ao profissional o desenvolvimento de tais competências, evidenciando assim a necessidade de capacitação e atualização para o manejo das demandas psicológicas no Hospital Geral.
Nesse contexto, este curso de Especialização vem proporcionar aos psicólogos a oportunidade de conhecer, refletir, aplicar e se aprofundar em questões teórico-metodológicas relacionadas à prática da psicologia clínica hospitalar. Visa também agregar valor à prática do psicólogo, fornecendo ao profissional uma formação com uma visão integral do indivíduo e a partir de uma perspectiva interdisciplinar e da articulação de conhecimentos teóricos e práticos diante das repercussões emocionais e psicossociais advindas das diversas formas do adoecimento.
O IMIP, maior complexo hospitalar de ensino do Norte-Nordeste, coloca à disposição dos estudantes da FPS cenários variados como campo de prática profissional. Esses cenários são utilizados no processo de aprendizagem nas atividades de prática dos cursos de pós graduação da FPS.

Atende as resoluções no1, de 8 de junho de 2007 e no 2, de 12 de fevereiro de 2014 do CNE/CES/MEC, e a Instrução Normativa no 1, de 13 de fevereiro de 2015 da SERES/MEC. Portaria no 09 de 28 de novembro de 2011 da FPS

CONHEÇA A FPS

Faculdade Pernambucana de Saúde
Faculdade Pernambucana de Saúde

Mais que uma faculdade de saúde. Somos a FPS.

Criada em 2005, por meio de uma parceria entre o Grupo Educacional Boa Viagem e a Fundação Alice Figueira de Apoio ao IMIP, a Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS) vem, desde então, oferecendo educação de qualidade nas áreas de ensino e pesquisa.